Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Sei que a vida...

por Formadora Voa Voa, em 21.08.17

pensamentos.png

Sei que vida nem sempre é cor-de-rosa, mas sou daquelas pessoas que acredita que um dia cinzento passa, que os dias solarengos aparecem entretanto, que procura algo bom num acontecimento menos feliz, que ri de si mesma sem constrangimentos, que vê nos seus erros lições de vida e que procura não levar a vida demasiado a sério.

Sei que a vida não oferece certezas nem dá garantias a ninguém, mas sou daquelas pessoas que aprendeu a saborear as pequenas coisas da vida, que vive o momento com entusiasmo, que procura não olhar nem para trás com saudade nem para a frente com ansiedade, que não sabe o que vem por aí, mas que acredita que são coisas boas, muito boas.

Sei que a vida é mais doce quando carregamos no peito a medalha da gratidão e, por isso, todos os dias agradecer faz parte da minha lista de prioridades, agradecer o que deu certo e não deu, o que tenho e não tenho e confio que tudo está no caminho certo.

Sei que a vida é boa se formos bons para nós e para os nossos, como tal procuro fazer algo pelo próximo seja ele quem for, tento cuidar do meu lado de dentro e estimar quem sempre me estimou.

Sei que vida é feita de pequenos detalhes, por isso, aprecio um pôr-do-sol, adoro sorrisos luminosos, perco-me a conversar com gente inspiradora, compreendo os silêncios de quem está por perto, vibro com gestos nobres, encanto-me com gente que fala com paixão e fico feliz com o pouco (que sabe a muito).

Um brinde à vida e um brinde ao otimismo!

BLOG: acredita-em-ti-e-voa.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)


Sim, um recomeço!

por Formadora Voa Voa, em 20.08.17

corajosos.png

Um recomeço é rotulado como algo“algo duro, amargo, mau e triste”.

Mas, é um rótulo falso.

Recomeçar é algo muito positivo e não deves ter medo de recomeçar.

Recomeçar pode ser algo muito doce e uma mudança inesperada com um final feliz.

Quando tens a coragem de colocar um ponto de final numa história – a seguir, vais recomeçar!

Quando ganhas a coragem necessária para desistir de ser infeliz – a seguir, vais recomeçar!

Quando tens a capacidade de escolher um novo caminho – a seguir, vais recomeçar!

Quando acreditas que mereces dar uma segunda oportunidade a ti mesmo – a seguir, vais recomeçar!

Recomeçar é renascer das cinzas.

Recomeçar é fazer um reset essencial ao teu bem-estar.

Recomeçar é provar a ti mesmo que és capaz e merece mais e melhor.

Acredita que recomeçar é uma oportunidade da vida.

Recomeçar traz uma nova energia, uma nova força e uma nova perspetiva de tudo.

Recomeçar acontece quando te amas e descobriste o que realmente te faz feliz.

Acredita que recomeçar é criar um novo projeto com uma energia positiva.

Recomeça porque mereces ser feliz!

BLOG: http://acredita-em-ti-e-voa.blogs.sapo.pt/

Autoria e outros dados (tags, etc)


A felicidade não está à venda!

por Formadora Voa Voa, em 19.08.17

Ao longo da vida, chegamos a fazer o possível e o impossível para conquistarmos bens materiais. Na verdade, tentamos comprar a felicidade a todo o custo como se ela tivesse uma placa e estivesse à venda.

Carregamos a nossa vida de stress, somamos mil e um compromissos, perdemos o sono, cavamos inimizades, colocamos de parte a família, sacrificamos a nossa saúde e corremos velozmente atrás do dinheiro, dos carros, da casa de sonho e do reconhecimento social.

É um erro triste, grosseiro e um dia percebemos que tudo tem sentido a partir de nós e não a partir de coisas.

Tudo é colocado à frente da nossa felicidade, sim porque a felicidade não está em coisas: não está no carro, nem na casa, nem na roupa da marca x, nem nos elogios dos outros... a felicidade mora dentro de nós!

Que sejamos capazes de investir em nós próprios, que os afetos sejam a nossa maior riqueza e que a riqueza interior seja abundante!

BLOG: acredita-em-ti-e-voa.blogs.sapo.pt

trofeu.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


És resiliente!

por Formadora Voa Voa, em 18.08.17

Quando perante uma situação stressante treinas a tua paciência.

Quando perante um obstáculo, vês um desafio e procuras uma solução.

Quando perante uma tempestade aguardas com fé a chegada do sol.

Quando resistes à pressão e respiras fundo.

Quando encontras algo doce numa situação amarga.

Quando não cedes à tentação de desistir e insistes com perseverança em ser feliz.

Quando engoles os teus impulsos e dás asas à tolerância.

Quando aceitas as voltas da vida e acreditas que no final tudo vai bater certo.

Quando te focas nas metas e cultivas o otimismo.

Quando cultivas a serenidade e colhes a paz.

Quando te colocas no lugar do outro e soltas a energia da empatia.

Quando cais, levantas-te e aprendes a lição.

Quando olhas para as cicatrizes da vida e vês experiências marcantes!

Sê resiliente – encara os desafios da vida com um sorriso!

Coragem, os resilientes são combatentes vitoriosos e inspiradores!

BLOG: http://acredita-em-ti-e-voa.blogs.sapo.pt/

cicatrizes.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


Sim, feliz!

por Formadora Voa Voa, em 17.08.17

protea.png

Sou feliz quando vejo o mar, faço uma caminhada e molho os meus pés.

Sou feliz quando pego num livro, sinto um silêncio genuíno à minha volta, apanho boleia e viajo profundamente neste meu mundo.

Sou feliz quando faço o meu bolo de chocolate, corto uma fatia e fico ali a apreciar o momento.

Sou feliz quando recebo um telefonema de alguém que vive no meu coração: "Estás bem? Gosto de ti. És uma boa amiga".

Sou feliz quando passeio pela minha casa e vejo fotografias que retratam histórias e memórias bonitas e sem filtros.

Sou feliz quando abraço com força as "minhas pessoas" - aquelas que amo de coração, que só de pensar nelas arrancam-me um sorriso e aquelas que, aconteça o que acontecer, eu sei que estarão sempre comigo.

Sou feliz quando sou surpreendida pela vida, pelas pessoas e quando sinto que o ar tem um perfume impar: o perfume dos afetos, do amor, da partilha...

Sou feliz quando percebo que a vida dá-me umas quantas lições, mas como aluna aplicada, procuro perceber o sentido das coisas, aceito e faço para passar na lição.

Sou feliz quando sinto o cheiro da alfazema, quando vejo uma prótea e quando vejo uma borboleta - no meu dicionário da vida são símbolos de felicidade.

Sou feliz quando abro a janela, oiço os pássaros e sinto o calor bom do sol - a minha bateria fica logo recarregada!

Sou feliz quando olho para a lua e quando uma estrelinha brilha confirmo que quem amo estará sempre de olho em mim.

Sou feliz quando percebo que afinal ainda tenho tanto para descobrir dentro de mim: desconhecia que escrever é algo que me faz bem e questiono: será que ainda há mais para descobrir? Com toda a certeza que sim...

Sou feliz quando visito lugares que são meus e, só de estar lá e olhar para a paisagem, ganho um novo fôlego e o meu coração passa a conjugar com mais força o verbo acreditar.

Sou feliz porque percebi que é na gratidão, no amor e na simplicidade que vive a verdadeira felicidade que tanto procurei anos a fio...

BLOG: acredita-em-ti-e-voa.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)


As pausas da vida

por Formadora Voa Voa, em 16.08.17

pausa.png

A vida dá-te pausas que nem sempre aceitas. Momentos para parar e respirar fundo. Nem sempre compreendes esta paragem, mas ela é essencial.

A pausa serve para avaliares a tua vida, para decidires que rumo deves seguir, para calibrar a tua bússola interior, para te olhares ao espelho, para cuidares mais de ti e para limpares tudo o que está a pesar demais na tua caminhada.

Aceita as pausas da vida: são excelentes para refletir, para reorganizar, para ganhar um novo fôlego, para tomar decisões importantes e para escutar os sinais da vida.

A vida corre a um ritmo alucinante e nem sempre tens tempo para ti. Será que ser feliz está na lista das tuas prioridades diárias? Provavelmente tudo é urgente, menos tu.

Muda de atitude, aproveita para fazer o que realmente gostas, aprecia tudo à tua volta, repara em pormenores que nunca tiveste tempo para observar, carrega a tua bateria de energia e procura conhecer-te melhor.

Sossega o coração: todos temos pausas ao longo da vida e são excelentes para ganhar uma nova força e uma nova energia.

Estas pausas podem ainda ser uma oportunidade parar mudar de rumo, para largar o que pesa demais e para ir atrás da felicidade.

Não resmungues, não reclames e não faças dramas: tudo tem um sentido e talvez esta pausa te leve a novos e belos caminhos.

Respira fundo, relaxa neste intervalo e aproveita este presente da vida!

BLOG: http://acredita-em-ti-e-voa.blogs.sapo.pt/

Autoria e outros dados (tags, etc)


O balanço da vida

por Formadora Voa Voa, em 15.08.17

lutar.png

Observando calmamente a vida, apercebemo-nos que já vivemos muitas alegrias e também tristezas, já tivemos noites descansadas e noites sem sono, já vivemos com a carteira mais recheada e com a carteira vazia, já tivemos patrimônio e dívidas, já perdemos gente que amamos tanto, mas também já conhecemos novas pessoas que também amamos, já tivemos dias de doenças e dias de passeio, já sofremos desilusões e já fomos surpreendidos pela vida, já tivemos dias de trabalho intenso e dias de trabalho leve, já chorámos a rir e chorámos de tristeza, já vencemos e já perdemos, já ouvimos criticas e elogios e também já sentimos o sol cá dentro e a tesmpestade.

Verdade seja dita, passamos por tudo isto e estamos aqui: de pé e ainda com força! Não há privilegiados, não há afortunados, muito menos abençoados a tempo inteiro - há sim seres humanos que (podem não querer dizer) lutam diariamente e buscam a felicidade.

Hoje e só hoje pensa comigo: será que vale a pena desistirmos por um tropeço, um conflito, uma traição, uma desilusão, um perda... será? Pesa tudo na balança da vida e vais concluir que vale a pena continuar (apesar de tudo).

A vida é um sobe e desce, há acontecimentos bons e menos bons na vida de todos nós e será que vale a pena deitarmos tudo ao ar só porque algo menos bom aconteceu hoje ou ontem?

Nada vai mudar para melhor porque ficamos tristes, desanimados, enfurecidos, revoltados ou amargurados. Tudo melhora quando encaramos a vida de frente, de pé e com garra.

A vida está a testar a nossa força, a querer que demos uso à nossa resiliência e a pedir que sejamos capazes de acreditar que o sol aparece sempre depois de uma grande tempestade.

Hoje é um bom dia para aprendermos a confiar mais (em nós e na vida), para olharmos em frente com otimismo e fé e para percebermos que tudo tem um lado positivo, um lado de aprendizagem e um lado mais bonito.

Confia que tudo vale a pena e que amanhã será outro dia! Nunca te esqueças que as tuas cicatrizes da vida provam como és guerreiro e um vencedor!

Nunca desistir e lutar sempre - tatua na pele, escreve na parede, mas não te esqueças nunca disso.

BLOG: acredita-em-ti-e-voa.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)


Nunca!

por Formadora Voa Voa, em 14.08.17

Nunca te esqueças das pessoas que te ajudam, que te amam e que cuidam de ti.

Nunca te esqueças de quem diz "presente" quando tu mais precisas.

Nunca te preocupes em tentar agradar a todos.

Nunca te compares com alguém.

Nunca te desvalorizes.

Nunca aceites migalhas de afeto de ninguém.

Nunca te contentes com a infelicidade.

Nunca permitas que falem em teu nome e decidam por ti.

Nunca te anules por alguém ou alguma coisa.

Nunca apagues os teus sonhos só porque parecem impossíveis.

Nunca caminhes com quem não te acrescenta nada.

Nunca percas o teu precioso tempo com pessoas que só se lembram de ti quando precisam de alguma coisa.

Nunca te percas de ti próprio para te encontrares com alguém.

Nunca te esqueças de ti próprio.

Verdade seja dita, nunca porque não vale a pena! Deixa que falem de ti, deixa que inventem enredos, deixa que pensem o que quiserem e deixa-os de lado.

Todos os dias que tenhas a capacidade, o discernimento e a coragem de perceber que: primeiro, se sabes quem és, segundo, se decides com o coração e, em terceiro, se estás em paz contigo então está tudo excelente.

Nunca é tarde para seres simplesmente tu!

Nunca, nunca aquilo que te rouba o sorriso, a paz e o amor-próprio!

BLOG: acredita-em-ti-e-voa.blogs.sapo.pt

ser feliz nunca é tarde.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


tudo vai dar certo!

por Formadora Voa Voa, em 13.08.17

Como é duro vivermos com o coração apertado e com medo que algo aconteça, como é difícil esperarmos pelo que tanto desejamos, como é complicado lidarmos com os imprevistos e as reviravoltas da vida, como é angustiante sentirmos saudades de alguém, como parece impossível travarmos o ritmo alucinante em que vivemos, como é duro vivermos fechados dentro da concha e sentirmos que tudo está perdido, como é custoso tentarmos esconder as lágrimas que teimam em escorrer pelo nosso rosto, como é triste quando escondemos o que sentimos para não demonstrar fragilidade, como é duro querermos lutar e sentirmos que não há mais forças e como é complicado sentirmos que não há nada à vista.

Estas são fases pelas quais todos nós passamos ao longo da vida. São fases de grande crescimento e de uma aprendizagem sem igual.

Sim, é aqui que aprendemos a acreditar mais na vida e em nós, percebemos que não podemos controlar tudo, começamos a dar importância ao que tem realmente importância, tornamo-nos mais fortes, percebemos que é na simplicidade da vida que mora a felicidade, largamos o verbo ter e adoptamos o verbo ser e, sem dúvida, percebemos que a vida dá umas quantas voltas, mas no fim tudo se acerta e aprendemos que, a vida funciona como as estações do ano, depois do inverno aparece sempre a linda e colorida primavera.

Respiremos fundo e confiemos que a Primavera da Vida está para chegar!

BLOG: acredita-em-ti-e-voa.blogs.sapo.pt

confiaa.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


O fantasma do "Não Consigo"

por Formadora Voa Voa, em 12.08.17

O “Não consigo” assombra a nossa vida! Ele entra devagarinho, senta-se confortavelmente e comanda a nossa vida, sem pedir licença. E quando menos se espera, o “não consigo” surge repentinamente e produz grandes estragos. Cola-se a nós, suga-nos a energia, destrói a nossa vontade e impede-nos de tanta coisa maravilhosa. Deixamos de tentar, deixamos de arriscar e passamos a ser dominados pelo medo, pela ansiedade e pelo receio de falhar. Perante uma situação (seja ela difícil, desafiante ou comum), perdemos as forças e deixamos o “Não consigo” dirigir a nossa vida. Começamos a dizer sucessivamente: “Não, eu não consigo fazer isso/ Eu não consigo fazer aquilo” e, na verdade, acabamos por não arriscar, porque julgamos que não conseguimos. E que tal fazer um exercício que aplico na formação? É um desafio simbólico que exprime uma mensagem relevante para a nossa vida! Desafio: Escreve num papel tudo o que não consegues (ou pensas que não consegues). Em seguida, pega nesse papel e enterra. Podes até fazer-lhe um funeral. E, a partir de hoje, deixa o “Não consigo” descansar em paz e aprende a viver com os irmãos do “Não consigo”: “Eu posso”; “Eu consigo”; “Eu vou fazer”… Talvez sejam menos conhecidos, mas vão dar um novo brilho à tua vida. Se não arriscares, já sabes qual é o resultado final. E se arriscares - qual será o resultado? Não sabes, nesse caso, arrisca. Podes, consegues e vais fazer agora! Força!

BLOG: acredita-em-ti-e-voa.blogs.sapo.pt

eu consigo.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D